Apoiado pela Secretaria de Estado da Cultura, do Governo do Estado de São Paulo, através do Programa de Ação Cultural (ProAC) pelo Concurso de Apoio a Projetos de Promoção da Continuidade das Culturas Tradicionais no Estado de São Paulo esta iniciativa coordenada por Bianca Cruz Magdalena teve como objetivo registrar e publicar uma produção literária destinada ao público infanto-juvenil com as principais histórias e lendas caiçaras de Cananéia, município localizado no Vale do Ribeira, no extremo litoral sul, que contém preservadas as últimas florestas de Mata Atlântica do País.

Este primeiro povoado brasileiro, que em 1502 já tinha degredados da Coroa Imperial Portuguesa habitando esses lagamares, fruto da miscigenação entre as etnias indígenas, européias e africanas, é permeado por “causos” contados até hoje pelos moradores tradicionais, repletos de aventuras, descobertas, batalhas entre nativos e piratas, navios afundados e seres míticos, recriando fatos históricos e folclóricos repassados a novas gerações, que caracteriza seu povo, sua cultura, seus saberes e sabores!

Nesta medida, foram realizadas oficinas lúdicas em escolas estaduais e também junto ao Programa Escola da Família (PEF) em seu I PEF na rua, nas comemorações do dia das crianças, onde os estudantes da rede estadual de ensino puderam narrar as histórias que conheciam e desenhá-las com muitas cores e imaginação.

Neste momento, o livro está sendo impresso e nesse mês de dezembro será publicado e lançado, sendo distribuídos às escolas municipais e estaduais do município, órgãos públicos e não governamentais da região, além dos participantes desta deliciosa empreitada realizada neste ano de 2009.

Em breve o leitor poderá se deleitar com este trabalho que contou com a participação do artista plástico Felipe Augusto que com técnicas artesanais ilustrou em aquarela as telas que compõem as páginas onde moradores, estudantes e pesquisadores contam as histórias que permeiam o imaginário local.

Anúncios