da Lusa, em Lisboa

Três linces, chamados Fado, Fresno e Fresa, provenientes da Espanha, chegaram na segunda-feira (16) ao Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico, em Portugal, elevando para dez o número destes animais no local, informou o ICNB (Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade).

Segundo a instituição, os três linces foram transferidos do Centro de Cría El Acebuche, do Parque Nacional de Doñana, na Espanha, onde nasceram, em 2009.

Principal objetivo é conseguir que exemplares de lince ibérico (_Lynx pardinus_) sejam posteriormente reintroduzidos na natureza
Principal objetivo é conseguir que exemplares de lince ibérico (Lynx pardinus) sejam posteriormente reintroduzidos na natureza

Fresno e Fresa são irmãos e, durante a tarde de ontem, exploraram os recantos da jaula que dividem na nova casa, que tem um hectare.

No final da tarde, Fado, o macho que recebeu este nome para celebrar a entrada de Portugal no programa ibérico de reprodução de linces em cativeiro, “dormia tranquilamente no seu cercado”, informou o ICNB.

Esta foi a quarta transferência de linces dos centros de reprodução localizados na Andaluzia.

Azahar foi o primeiro a ser levado para o centro em Silves, em 26 de outubro, e veio transferido de Jerez de la Frontera, na Espanha.

Até 1º de dezembro deve estar concluída esta fase de transferência de linces para Silves. O centro português deve ficar responsável por 16 dos linces que integram o programa ibérico de reprodução em cativeiro desta espécie ameaçada de extinção.

Anúncios