por: Fernando Luis Ramos de Souza Faria, Engenheiro Agrônomo. Cananéia/SP

Falar que estes itens POLUEM O AMBIENTE é o mesmo que falar QUE CHOCOLATE ENGORDA. Assim como chocolate não engorda (quem engorda é quem o come), copos descartáveis, sacolinhas plásticas, garrafas pet e outros itens EFETIVAMENTE NÃO POLUEM.

Como coisas inanimadas que são, só vão para a natureza descartados inadequadamente pelo homem; portanto quem polui é o homem que descarta estes produtos em locais e de forma inadequados. Na minha opinião, ser contra as sacolinhas de supermercado, copos descartáveis, garrafas pet, etc.. é uma grande hipocrisia.pois os cidadãos, não acondicionando seus resíduos nas sacolinhas plásticas, irão adquirir sacos de lixo, plásticos, continuando o mesmo princípio poluidor, perpetrando assim, um ato falho.

Como se costuma dizer, no popular, ser contra as sacolinhas de supermercado, é trocar seis por meia dúzia. No caso das sacolinhas, o que resolveria: sacolas de papel? Sacolas retornáveis? Sacolas de material biodegradável? NADA DISTO RESOLVE!!! Pois como já falei e refalei, o cidadão continua a poluir de outra forma, acondicionando lixo orgânico e reciclável em sacos plásticos para lixo.

Então: o que resolve? Com relação aos copos descartáveis minha opinião é a mesma. Já pensou a seguinte situação: “Amanhã, na reunião, os participantes deverão trazer copos de casa, pois não serviremos líquidos em copos descartáveis” ; ou ainda: “Amanhã, na reunião serviremos cerveja, que deverá ser tomada na própria garrafa, ou tubaína, pois não encontramos outras bebidas que não são acondicionadas em recipientes plásticos.” Absurdo, não? Pois é: copos e garrafas são objetos inanimados e portanto não tem a capacidade de se atirarem nos rios, mares, ruas e natureza em geral. Quem faz isto é o homem.

Quem polui é quem joga objetos de difícil degradação, em locais inadequados. Então: o que resolve? Volta à baila a mesma pergunta. E a resposta é de muita simplicidade: E D U C A Ç Ã O.

Só resolveremos este assunto com educação e não com atitudes hipócritas, com escopo puramente demagógico de “aparecer” como ambientalmente correto, politicamente correto. Educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos. Quem disse isto não foi um militante de nenhum partido ambientalista; nenhum ambientalista da atualidade, foi simplesmente PITÁGORAS (Pitágoras de Samos (580 a.C. – 497 a.C.) foi um filósofo e matemático grego. É considerado um dos grandes matemáticos da Antiguidade) Só que educar dá muito trabalho! Não rende dividendos políticos! Então estes pseudo ambientalistas que se preocupam com os efeitos, deveriam começar a se preocupar com as causas. Reciclar significa economia de energia.

Reciclar significa reaproveitar de forma adequada algo que na sua forma original, não é adequada a ser despejada no lixo. Além da reciclagem existe a reutilização. Você sabia que derreter ISOPOR com gasolina resulta em uma cola de ótima qualidade? Garrafa pet serve para o fabrico de vassouras ou para integrarem a composição de alguns tipos de tecidos? Sacolinhas de supermercado podem se transformar em novos produtos, tais como fitilho e até vigamento de telhados?

Pois é, tudo tem que ter o destino correto. Já pensou se você tiver 10 quilos de ouro nas mãos e os jogar ao mar? Para que serviu este ouro? Não irá poluir, mas não será nada feito com ele. Portanto, para finalizar repito: o que é mais importante é o COMO, não o O QUE.

Anúncios