reportagem de : Antonio Pereira dos Santos Júnior – faculdade Unimonte

Nascer do sol na Praia Branca

Nascer do sol na Praia Branca

Trilhas com muito verde e ar puro, cachoeiras de águas límpidas e frescas e um mar de azul profundo, propício ao surfe, são algumas características marcantes da Praia Branca, em Guarujá. Esses adjetivos fazem da daquela pequena praia uma das mais procuradas por jovens em busca de aventura e diversão, no litoral paulista. Mas será que só isso basta?
 
“A paisagem deslumbrante ajuda, mas os moradores daqui têm o papel mais importante nisso tudo: a preservação”, explica Chaienne Calegari, 31 anos, que mora no lugar há 15. Segundo ele, os “bem-te-vis” (apelido dado aos moradores) cuidam do lugar como se fosse a sala de suas casas, e a limpeza faz o visitante formar um bom conceito do local, retornando sempre que pode.

Na prainha moram cerca de 500 “bem-te-vis” e as principais atividades econômicas deles são o turismo e o comércio. Não é à toa que a Sociedade Amigos da Praia Branca está ministrando cursos de guia para os moradores saberem o que mostrar aos aventureiros que chegam.

Praia Branca vista de cima do morro

Praia Branca vista de cima do morro

De acordo com o “bem-te-vi” Chaiene, na Serra do Guararu (Morro da Prainha) existe apenas uma trilha, porém com saídas por balsa, porto, lado esquerdo da praia e a própria praia. “Não se assuste se encontrar algum bicho na trilha” – avisa, referindo-se a esquilos, bichos-preguiças e tatus que habitam o morro.

“Não deixe nada além de pegadas e não tire nada além de fotos”. A mensagem de uma das placas da trilha principal reflete bem o pensamento dos “bem-te-vis”. Com um recado desses, torna-se mais do que deselegante levar um “pingo de ouro” (flor original da Mata Atlântica) para casa e deixar uma garrafa peti em troca.

O site Portal da Praia Branca (www.praiabranca.com.br) contém algumas dicas para não deixar pintar sujeira, fazendo do passeio algo agradável e inesquecível. A Praia Branca fica na Serra do Guararu, próximo à travessia marítima Guarujá-Bertioga. Cuidado com o “bem-te-vi”.
 
As ondas perfeitas em um dia clássico na Praia BrancaEstá nervoso? Vá surfar!

Um final de semana ensolarado, cheio de tubos (tipo de onda), na prainha, pode ser o suficiente para salvar aquela semana estressante de aula e/ou trabalho intenso, quando não sobrou tempo nem para dar um cochilo. Mas tome cuidado: surfar na Praia Branca não é para qualquer raole (surfista de outra praia).

“O fundo raso e as ondas cavadas sempre ajudam a quebrar algumas pranchas”, avisa o surfista “bem-te-vi” Leandro Occhiuto, 30 anos, mais conhecido como Lelê. Ele é dono da escola de surfe Moleke na Onda Respirando Onda o Ano Inteiro, já viu muitas pranchas serem quebradas no mar guarujaense e avisa que com um pouco de técnica dá para se divertir e não ficar mais nervoso ainda.

Segundo Occhiuto, a quantidade de raoles está cada vez maior na prainha. “Tem muita gente de São Paulo surfando aqui”, lembra ele, que sente orgulho de ver a praia receber tantos visitantes. 

Dentro do ninho

“Geralmente, a molecada começa a ‘subir na tábua’ logo cedo, aos 5 anos de idade e as ondas fortes ajudam no aprendizado”, conta o surfista Occhiuto. Talvez isso explique o fato de sempre ter um “bem-te-vi” sendo campeão nas etapas do litoral paulista.

No mês de agosto, o “bem-te-vi” David da Silva, 12 anos, venceu a etapa de Maresias (São Sebastião) do Hang Loose Time Attack. “Mas não é só o David, também tem outros garotos como Rafael Curumin, Josias Júnior, Marcos Vinicius e o Jordan, que sempre figuram como vencedores de circuitos como o A Tribuna Colegial e o próprio Hang Loose”, conclui.  

Agora em outubro, acontece na Praia Branca o campeonato Soul Surf Eddie Aikau, entre os dias 11 e 12. Essa é a primeira competição dos últimos dois anos na Serra do Guararú. A inscrição, feita no dia, tem renda revertida para a compra de pranchas e demais materiais para a escola de surfe. Quem quiser patrocinar o evento só precisa entrar em contato com Chaiene Calegari ou Leandro Occhiuto no telefone (13) 9704-0771.

 
Fonte: A Tribuna On-line

Anúncios