Hoje pela manhã recebi um e-mail a respeito de uma petição sobre animais que estavam sendo submetidos a torturas ao retirarem sua pele ainda vivos.

Ao ler aquela mensagem demorei alguns minutos tentando digerir o conteúdo traumático daquelas palavras e das imagens que iam surgindo na minha mente.

Como uma espécie de pesadelo, imaginava naquele momento onde estavam aqueles animais, o quão imenso sofrimento sentiam, a dor interminável, a morte chegando lentamente. Na mensagem dizia que como os animais ainda estavam vivos, seus olhos ainda piscavam, suas patas tremiam e a cabeça ainda levantava.

Olhando para as paredes, para a janela, meu corpo e a mente em estado de choque e revolta, perguntei a mim mesma: que espécie é essa que sente prazer ao ver um ser vivo agonizando até a morte, e não sentir ao menos uma fração de piedade, angustia e compaixão? Esta espécie sou eu, um ser humano.

Nós, seres dotados de raciocínio, subjetividade, alma, capaz de amar ao próximo (pelo menos deveria ser assim), como podemos agir dessa forma perante os outros seres vivos?

Os animais também sentem, pensam, sofrem, respiram, se alegram, se entristecem, comem, dormem, brincam…vivem.

Qual a diferença entre nós e os animais? Se todos são seres viventes e ocupantes dessa Terra?
Porque os humanos conseguem agir com tanta maldade e crueldade? Realmente eu não consigo entender…

Como podem pensar que os animais são objetos!? Ou são simples elementos que apenas servem ao homem, não importa de que maneira sejam utilizados?

Se nossa natureza também é animal, assim como eles, muitas vezes matamos para comer. A unica e dolorosa diferença é que sentimos prazer ao matar, como se a vida daquele animal que servirá para nosso sustento, pode ser motivo de piada, de insignificância, de desprezo. Afinal, se é pra servir o homem, poderá ser tratado de qualquer maneira. Haja visto inúmeros eventos, festivais, brincadeiras de rua em que animais são cruelmente tratados em nome da diversão.

Não. Os animais não são assim. Se precisam de comida, apenas caçam. Se precisam de abrigo, apenas procuram. Se querem se divertir, se juntam ao grupo.

Não há no reino animal o prazer da maldade e da vingança. Não há o ódio e a raiva. Há seres instintivos, dotados da extrema sabedoria da Natureza.

Não é a toa que a presença dos animais e suas diferentes funções na Natureza promovem o equilibrio  do ecossistema.

E quanto ao nosso “ecossistema”, está equilibrado? Somos capazes de viver em harmonia com nossos semelhantes? Infelizmente para as respostas dessas perguntas, a maioria das vezes é impossível dizer SIM.

Humanos, reconheçam o direito a vida também dos animais!

Todos temos o direito ao bem estar.

Esta Terra é grande o bastante para todos nós.

Espero que todos nós possamos a cada dia nos sensibilizarmos pela luta dos direitos dos animais a vida. Vale a pena!

Sites relacionados a causa animal:

http://www.pea.org.br
http://www.ivva-campinas.org.br
http://www.arcabrasil.org.br
http://www.institutoninarosa.org.br
http://www.projetomucky.com.br
http://www.upaanimais.org.br
http://www.tribunaanimal.com

Bruna Rosalem