cana

Selecionamos algumas informações para quem quer se interar na questão do biocombustível no país e no mundo.

– O biocombustível é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis. Considerado qualquer combustível produzido a partir de plantas ou outras biomassas. O álcool etanol, o biodiesel e a biomassa são tipos de biocombustíveis.

Os maiores produtores de biocombustíveis no mundo são União Européia (75%) e EUA (13%).

– O biodiesel pode ser produzido com grãos ou sementes e frutos oleaginosos, como soja, mamona, coco, amendoim, algodão e colza (um tipo de repolho).

– Ele substitui total ou parcialmente o óleo diesel de petróleo em motores automotivos ou de geradores de eletricidade e calor, por exemplo.

– A redução de custos gerados com produção de combustíveis derivados do petróleo, a diminuição da poluição ambiental e a geração de emprego e renda provenientes da agricultura familiar e do agronegócio, são algumas das principais vantagens.

– O etanol é feito da fermentação dos açúcares de gramíneas e grãos como milho, cana-de-açúcar e sorgo. Os maiores produtores de etanol são EUA, a partir de milho (46%), e Brasil, de cana (42%).

– Madeira, resíduos agrícolas e até lixo também podem ser convertidos em biocombustíveis.

– Em muitos casos, combustíveis fósseis como o carvão são usados para fornecer energia para as usinas, tornando-os menos sustentáveis. No Brasil, o próprio bagaço da cana é fonte de energia para as usinas, mas combustíveis fósseis entram em outras etapas da produção, como o transporte.

– O etanol polui menos que a gasolina. Mas, no Brasil, as queimadas para o corte de cana e as más condições de trabalho em muitas plantações geram preocupações.

Bárbara de Aquino

Anúncios